Mariana Mazzucato, The Brazilian Innovation System

Austeridade para quê? #chequeosfatos

Mariana Mazzucato, autora de “O Estado Empreendedor – Desmascarando o Mito do Setor Público Vs. o Setor Privado“, deixa bem claro na citação acima o motivo pelo qual o corte de gastos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) é contraproducente quando se trata de desenvolvimento. O ponto fundamental é que esses gastos são na verdade investimentos […]

Produtos follow-on, inquérito europeu sobre concorrência no mercado farmacêutico

#chequeosfatos: Com quantas patentes se faz um monopólio?

A alegação é transcrita do Inquérito sobre o mercado farmacêutico da Diretoria da Comissão Europeia para a Concorrência. Produtos follow-on são fruto de pesquisa incremental sobre um produto inicial e podem identificar novos usos e apresentações de um medicamento, por exemplo. A entrada de follow-on no mercado pode afastar concorrentes por diversos motivos, um deles sendo o […]

Colin Boyle, Carol Levin, Arian Hatefi, Solange Madriz and Nicole Santos, Achieving a “grand convergence” in global health: modeling the technical inputs, costs, and impacts from 2016-2030

#chequeosfatos: A “Grande Convergência” em saúde global

Estes são os três pontos fundamentais analisados por Boyle et al. no artigo que resumimos abaixo, em que os autores estimam os investimentos necessários para se atingir a “Grande Convergência” em saúde global. Resumo originalmente publicado no blog do editor. O artigo de Boyle et al. você encontra aqui. Achieving a “grand convergence” in global health: […]

Narendan Thiruthy, R&D crisis in drug discovery for neglected diseases: scope for an open source approach to pharmaceutical research

Abordagens open source para a descoberta de novos medicamentos?

Seria o open source uma alternativa possível para a descoberta de novos medicamentos? Poderia o compartilhamento de informações e o trabalho em rede solucionar a crise de inovação para doenças negligenciadas? O artigo de Thiruthy discute estes pontos. Leia a seguir um resumo do artigo, originalmente publicado no blog do editor, e acesse o artigo original aqui. […]

Discussão: Patentes farmacêuticas e acesso a medicamentos

Em “Between pharmaceutical patents and European patients: is a compromise still possible?”, Livio Garattini e Ana Padula recomendam alterações no atual sistema de proteção de propriedade intelectual europeu: The main radical change should concern the present management of pharmaceutical patents by introducing a specific agency dedicated to them. Secondly, specific pharmaceutical patents could be restricted […]

Texto para discussão: Os benefícios da concorrência genérica. Icons made by (http://www.freepik.com) Freepik from (http://www.flaticon.com) Flaticon) is licensed in Creative Commons BY 3.0.

Preços de Antivirais de Ação Direta e a cura da hepatite C

Melhores tratamentos Um novo tipo de medicamentos para o tratamento da hepatite C promete efetivamente acabar com a doença. São os antivirais de ação direta (AAD), que têm maior eficácia – curam em mais de 90% dos casos –, menor tempo de tratamento e menos efeitos colaterais. Isto significa que pessoas vivendo com hepatite C […]

Texto para discussão: Os benefícios da concorrência genérica. Icons made by (http://www.freepik.com) Freepik from (http://www.flaticon.com) Flaticon) is licensed in Creative Commons BY 3.0.

Medicamentos genéricos: Os benefícios da concorrência

Não foi fácil implementá-los Encontrar medicamentos genéricos nas farmácias nem sempre foi a regra. Os genéricos foram introduzidos no Brasil pela lei nº 9.787 em 1999. Quando surgiram, tiveram que enfrentar a desconfiança de usuários e prescritores sobre sua eficácia e segurança. No entanto, os medicamentos genéricos superaram a dificuldade inicial e hoje em dia […]

Discussão

Inovação: Será que apostamos em azarão?

É comum ouvirmos e lermos os termos “inovação”, “pesquisa” e “propriedade intelectual” como engrenagens funcionando de forma coordenada em um processo de desenvolvimento de novas tecnologias. No entanto, esse modo de operação – pesquisa-patente-licença – pode não ser o mais eficaz para estimular o avanço da ciência, o desenvolvimento socioeconômico ou mesmo o desenvolvimento de novas tecnologias.