UAEM Brasil

Acesso a medicamentos: 3 Acertos do Brasil na 70ª AMS

Assembleia Mundial da Saúde

Entre 22 e 31 de Maio de 2017, os Estados-Membros da Organização Mundial da Saúde (OMS) se reuniram em Genebra para discutir uma extensa agenda e decidir os rumos da saúde global durante a 70ª Assembleia Mundial da Saúde (AMS). O Brasil tem todos os anos uma forte atuação na garantia do acesso a medicamentos no fórum global. Destacamos aqui três pontos positivos da atuação da delegação brasileira na AMS. Em breve publicaremos uma análise extensa dos temas tratados na assembleia. Para saber o que aconteceu nas assembleias anteriores, confira a nossa cobertura aqui e aqui.

70ª Assembleia Mundial da Saúde, Diretora Margaret Chan, fonte: http://www.who.int/mediacentre/events/2017/wha70/en/

Read moreAcesso a medicamentos: 3 Acertos do Brasil na 70ª AMS

Follow-up on the event with Ellen ‘t Hoen at FGVComo foi o evento com Ellen ‘t Hoen na FGVRecibimos Ellen ‘t Hoen en FGV

On 08 October, UAEM Brazil and the Centre for Technology and Society at the Law School of the Getulio Vargas Foundation (CTS / FGV) organized the event “Patents and access to medicines: alternative models of funding for Research and Development“. Third in a series on the topic at FGV, the guest speaker this time was Ellen ‘t Hoen, component of the International Advisory Board of UAEM and founder and Executive Director of the Medicines Patent Pool, with extensive experience in access to medicines, having worked as a Policy and Advocacy Director of Doctors Without Borders.

Walter Britto Gaspar, National Coordinator of UAEM Brazil, opened the event with the session “innovation and access to medicines: the role of student leadership“. The founding ideals of UAEM, its international operations and the design of the national expansion were presented.

Clique para acessar a apresentação.
Click to access
UAEM Brasil’s presentation.

Soon after, Ellen spoke on access and innovation in the context of the World Trade Organization (WTO). She began by explaining the basics of the patent system: how it works and why it was created. Also highlighted the impact of this system on the price of drugs and the importance of generic competition to control prices sometimes abusive – especially in historical cases of massive price reductions for medicines for HIV.

No dia 08 de outubro, a UAEM Brasil e o Centro de Tecnologia e Sociedade da Escola de Direito da Fundação Getulio Vargas (CTS/FGV) organizaram o evento “Patentes e acesso a medicamentos: modelos alternativos de financiamento para Pesquisa e Desenvolvimento”. Terceiro de uma série na FGV sobre o tema, a palestrante convidada desta vez foi Ellen ‘t Hoen, componente do Comitê Consultivo Internacional da UAEM, idealizadora e Diretora Executiva do Medicines Patent Pool e com ampla experiência em acesso a medicamentos, tendo trabalhado como Policy and Advocacy Director de Médicos Sem Fronteiras.

Abriu o evento Walter Britto Gaspar, Coordenador Nacional da UAEM Brasil, com a sessão “Inovação e acesso a medicamentos: o papel da liderança estudantil”. Apresentou os ideais fundadores da UAEM, sua atuação internacional e o projeto de expansão nacional.

Clique para acessar a apresentação.
Clique para acessar a
apresentação da UAEM Brasil.

Logo depois, Ellen tratou de acesso e inovação no contexto da Organização Mundial do Comércio (OMC). Começou explicando o básico sobre o sistema de patentes: como funciona e por que foi criado. Destacou-se o impacto deste sistema sobre o preço de medicamentos e a importância da concorrência genérica no controle de preços por vezes abusivos – com destaque para casos históricos de imensas reduções de preços de medicamentos para HIV.

El 08 de octubre, la UAEM Brasil y el Centro de Tecnología y Sociedad en la Facultad de Derecho de la Fundación Getulio Vargas (CTS / FGV) organizaran el evento ” Las patentes y el acceso a medicamentos: modelos alternativos de financiación para la Investigación y el Desarrollo . “Tercero de una serie sobre el tema en FGV, el orador invitado en esta ocasión fue Ellen ‘t Hoen , componente del Comité Asesor Internacional de la UAEM y fundadora y Directora Ejecutiva del Medicines Patent Pool , con amplia experiencia en el acceso a los medicamentos, después de haber trabajado como Directora de Policy and Advocacy de Médicos Sin Fronteras.

Inauguró la sesión Walter Britto Gaspar , Coordinador Nacional de UAEM Brasil, con ” Innovación y acceso a medicamentos: el papel del liderazgo de los estudiantes “.Presentó los ideales fundacionales de la UAEM, sus operaciones internacionales y el diseño de la expansión nacional.

Clique para acessar a apresentação.
Haz click para acceder a la
presentación de UAEM Brasil.

Poco después, Ellen trató de acceso y innovación en el contexto de la Organización Mundial del Comercio (OMC).Comenzó explicando los conceptos básicos del sistema de patentes : cómo funciona y por qué se creó. Puso de relieve el impacto de este sistema en el precio de los medicamentos y la importancia de la competencia de genéricos para controlar los precios a veces abusivos – especialmente los casos históricos de reducciones masivas de precios de los medicamentos para el VIH.

Read moreFollow-up on the event with Ellen ‘t Hoen at FGVComo foi o evento com Ellen ‘t Hoen na FGVRecibimos Ellen ‘t Hoen en FGV

In sickness and in wealth: intellectual property, development and access to medicinesNa doença e na riqueza: propriedade industrial, desenvolvimento e acesso a medicamentosEn la enfermedad y en la abundancia: propiedad intelectual, desarrollo y acceso a medicamentos

On September 4, 2014, UAEM Brazil organized in its FGV chapter, in partnership with the Centre for Technology and Society of the FGV Law School, the event ” In Sickness and in Wealth: industrial property, development and access to medicines ” .The table was composed of Valbona Muzaka, member of the European and International Studies … Read moreIn sickness and in wealth: intellectual property, development and access to medicinesNa doença e na riqueza: propriedade industrial, desenvolvimento e acesso a medicamentosEn la enfermedad y en la abundancia: propiedad intelectual, desarrollo y acceso a medicamentos

Acesso a Medicamentos em Portugal

post da convidada Eva Fernandes, Quinto ano do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), para alcançar o melhor nível de saúde é necessário que exista igualdade no acesso a fármacos que sejam seguros e económicos[1].

De acordo com “Análise comparativa do papel e impacto da Avaliação de Tecnologias em Saúde”, Portugal faz parte de um grupo de 17 países europeus em que o acesso a novos medicamentos, de forma rápida, é comprometido devido aos processos de aprovação dos mesmos já que, no estudo realizado durante 2007-2009, demoraram cerca de 350 dias a serem comercializados no mercado[2].

Em terras lusas, a fonte principal de obtenção de fármacos são as farmácias mas, em locais mais rurais, existem Postos Farmacêuticos Móveis[3], “ estabelecimentos destinados à dispensa ao público de medicamentos e produtos de saúde, a cargo de um farmacêutico e dependentes de uma farmácia, podendo estes ser instalados em locais onde não exista uma farmácia ou posto farmacêutico móvel a menos de 2 km em linha reta”[4].

Read moreAcesso a Medicamentos em Portugal

Sessão UAEM: Patentes e Acesso a Medicamentos

No dia 27 de agosto de 2014, a UAEM Brasil organizou em seu capítulo da FGV, em parceria com o Centro de Tecnologia e Sociedade da Escola de Direito, a “Sessão UAEM: Patentes e Acesso a Medicamentos“. Koichi Kameda Carvalho, Doutorando em Saúde Pública pela UERJ e Conselheiro da UAEM Brasil, e Kappoori Madhavan Gopakumar, Conselheiro Legal e Pesquisador Sênior da Third World Network, fizeram uma introdução ao sistema de patentes no Brasil e na Índia e trataram de questões específicas no cenário de saúde global. Para complementar o tema, a UAEM Brasil preparou o seguinte documento introdutório ao tema:

Read moreSessão UAEM: Patentes e Acesso a Medicamentos

“Medicamentos não são iPhones”, UAEM chega à UFRJ

Se a Apple resolvesse aumentar o preço do iPhone para valores como 90 mil dólares, certamente a imensa maioria dos consumidores do aparelho abriria mão de comprar o iPhone e aceitaria outras marcas. A indústria farmacêutica, por sua vez, é capaz de disponibilizar remédios na prateleira das farmácias por valores iguais ou até maiores do que 90 mil dólares e nós, consumidores, não temos a possibilidade de buscar outras marcas, como no cenário anterior.

“Medicamentos não são iguais a iPhones” foi uma das frases de Bryan Collinsworth, diretor-executivo da UAEM North America, que ecoaram na tarde da última quinta-feira, 15 de maio, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), entre os mais de 40 estudantes que assistiram à conferência “A Crise de Acesso a Medicamentos” promovida pelo capítulo da UAEM na UFRJ.

Read more“Medicamentos não são iPhones”, UAEM chega à UFRJ

Conheça a UAEM – Patentes

O post de hoje da série “Conheça a UAEM” tratará do regime de patentes – atualmente, o mecanismo mais difundido de incentivo à P&D. Esse modelo, no entanto, não é suficiente para atender às necessidades da maioria dos países em desenvolvimento em termos de inovação e acesso. Assista também à professora Ellen t’Hoen, membro do Conselho Consultivo da UAEM internacional, neste TED Talk sobre o efeito que a política patentária pode ter sobre a inovação e modelos alternativos de incentivo à P&D.

Leia também o primeiro post da série e o segundo.

Read moreConheça a UAEM – Patentes